segunda-feira, 25 de maio de 2015

DE GRAÇA EU VOU - 26 a 29/5 - Projeto CineCAL - AS MÚLTIPLAS FACETAS DO TERRORISMO


Como as pessoas se tornam terroristas? O comportamento terrorista é assimilado? Nós podemos evitar diferentes formas de terrorismo? Como as pessoas controlam umas às outras? Para discutir essas formas de comportamento, o Projeto CineCAL no Museu realiza, na última semana de maio, a mostra As múltiplas facetas do terrorismo. Os filmes discutem desde o uso da imagem de um ídolo pop até a ação do fundamentalismo extremado nos dias de hoje.

Realizado pela Casa da Cultura da América Latina da UnB (CAL), Instituto de Psicologia da UnB e Museu Nacional de Brasília, o evento será seguido de debates com entrada franca.

Programação

Dia 26 de maio (terça-feira)

Privilégio ( Reino Unido). Direção de Peter Watkins, 1967, 103 minutos. Amado por todos na Inglaterra, Steven Shorter, maior astro da música britânica, começa a ser usado por seus produtores para projetos dos mais variados. Enquanto perde sua individualidade, Shorter se torna útil para os setores mais conservadores da sociedade, chegando a servir tanto ao fundamentalismo religioso quanto ao nacionalismo de cunho fascista. Classificação: Livre

Dia 27 de maio (quarta-feira)

Paradise now (França). Direção de Hany Abu-Assad, 2005, 90 minutos. Amigos de infância, os palestinos Khaled e Said são recrutados para realizar um atentado suicida, em Tel Aviv (Israel), porém, a operação não ocorre como planejada e eles acabam se separando. Distantes um do outro, com bombas escondidas em seus corpos, eles devem enfrentar seus destinos e defender suas convicções. Vencedor Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro. Classificação: 14 anos

Dia 28 de maio (quinta-feira)

Um lugar chamado Brick Lane (Reino Unido/Índia). Direção de Sarah Gavron, 2007, 102 minutos. Em 1980, uma jovem de 17 anos de Bangladesh chega a Londres para viver uma nova vida em um casamento arranjado com um homem mais velho. Com uma relação nada amorosa, ela sente que sua alma está morrendo aos poucos. Se esforçando para aceitar seu destino, logo é forçada a se confrontar com a realidade, a partir do dia em que o jovem Karim bate à sua porta. Classificação: 16 anos

Dia 29 de maio (sexta-feira)

Cinco câmeras quebradas (Palestina/Israel/ França). Direção de Emad Burnat e Guy Davidi, 2011, 90 minutos. Em 2005, uma pequena cidade na Cisjordânia foi dividida por um muro, construído pelo governo israelense. Com o argumento oficial de proteger um povoado das redondezas, eles prepararam o terreno para a tomada de posse de 150 mil judeus israelenses. Mas o camponês Emad, morador da região, decidiu armar-se de uma câmera e de formas pacíficas de protesto para tentar conservar suas terras. Classificação: Livre

Entrada franca

Local: Auditório II do Museu Nacional da República (Esplanada dos Ministérios)
Hora: 19h
Realização: Projeto CineCAL no Museu da Casa da Cultura da América Latina, PET Psicologia e Programa no Museu, do Museu Nacional de Brasília

Brasília, 14 de maio de 2015
Núcleo de Comunicação Social da CAL


Fonte: Projeto CineCAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário