segunda-feira, 4 de maio de 2015

DE GRAÇA EU VOU - 13º SESC FESTCLOWN 2015 - Festival Internacional de Palhaços. A entrada é franca

O Sesc Festclown chega à sua 13ª edição com a tradição do circo e a renovação da programação. Com um rol de espetáculos inéditos, o festival exibirá convidados de força nacional e internacional. A abertura oficial será no dia 6 de maio, no Complexo Cultural da Funarte, e as atrações seguem em cartaz até o dia 10. Outra novidade é a descentralização. Os espetáculos também vão ser encenados no Parque da Cidade e na Feira da Torre de TV. A entrada é franca.
O evento reunirá 32 companhias de 8 países, com 55 apresentações de palhaços e artes circenses. O festival traz apresentações diversificadas com artistas renomados. O Sesc Festclown é reconhecido como um dos mais importantes festivais do gênero, que tem por objetivo a capacitação de artistas da área, que dispõem de poucos cursos específicos no Brasil. Outra meta é divulgar o trabalho de artistas circenses e, também, levar arte e diversão ao público.
A organização espera receber 80 mil pessoas durante os cinco dias de festival. O coordenador e idealizador do evento, Rogero Torquato, afirma que a evolução do Sesc Festclown é constante. “A cada edição mudamos e estudamos a estrutura para atender melhor quem está se apresentando e a comunidade. Também aproveitamos que os artistas estão vindo de vários países para se apresentar no festival e os convidamos a ministrar oficinas. Assim, ele deixam um legado em nosso País”, conclui Torquato.

A suíça Gardi Huter é um dos destaques do evento, com duas apresentações do espetáculo “A Costureira”. Palhaça, mímica e atriz, Gardi é uma das mais importantes comediantes da Suíça. Com 30 anos de carreira, é uma referência mundial na arte da palhaçaria, tanto pelo seu talento, quanto pelo fato de ser uma das primeiras mulheres a obter reconhecimento como palhaça.
Clownbaré
Nos dias 7, 8 e 9 de maio, na Lona de Circo da Funarte, ocorrerá um show de variedades circenses no formato de programa de auditório, no qual sempre uma trupe comanda a festa. Trata-se de um espaço democrático e aberto para experimentação, onde artistas de longa viagem se sentem em casa e novos artistas encontram abertura para seus primeiros aplausos.
Parceria com a República Tcheca
Como extensão do Sesc Festclown, entre 25 e 29 de maio, será realizado nos teatros do Sesc-DF – Paulo Gracindo (Gama), Paulo Autran (Taguatinga Norte) e Newton Rossi (Ceilândia) -, uma peça de marionete com o artista da República Tcheca, Pavel Vangeliy. O evento faz parte de uma parceria que foi estabelecida entre a Embaixada da República Tcheca e o Sesc, para atividades de música, teatro e artes visuais.

O que: Sesc Festclown.
Quando: 6 a 10 de maio.
Onde: Complexo da Funarte, Parque da Cidade e Feira da Torre de TV.
Informações: 3218-9108


Programação:


Nenhum comentário:

Postar um comentário