quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Celina Leão defende autonomia da Câmara Legislativa e critica hipocrisia

A deputada Celina Leão discursou na tarde desta terça-feira (14) sobre a autonomia da Câmara Legislativa, bandeira que a parlamentar defende há quatro anos, mas que por vezes foi derrotada por deputados da base do governo.

“Quero reafirmar meu compromisso com a autonomia desta Casa  em qualquer  posição que eu estiver, porque  uma Câmara independente faz um governo forte, um governo que escuta as pessoas, que tem o olhar no cidadão e não um governo com um bando de deputados subservientes, por que isso sim afunda a imagem da Câmara”, considerou a deputada.

A  parlamentar também fez duras criticas aos distritais que só agora, depois da derrota do governador Agnelo Queiroz nas urnas, passaram a defender a autonomia da Câmara, o que considerou hipocrisia. A deputada lembrou que votou favorável à emenda apresentada pela deputada Eliana Pedrosa,  para que as verbas fossem deliberadas automaticamente pelos distritais, e reafirmou que vai continuar  lutando para que isso aconteça.

“Por vezes fomos derrotadas pelos deputados da base e hoje os mesmos deputados que nos derrotaram pegam microfone e defendem a autonomia da Câmara. Eu tenho coerência e vou continuar defendendo a autonomia desta Casa,  independente de quem vença a eleição, para que tenhamos uma Câmara forte e que os deputados sejam valorizados, somos os representantes da população e não um puxadinho do Buriti”, afirmou.

Celina pontuou que a Câmara Legislativa, com o seu voto  contrário,  deu uma nota promissória em branco para o governo afundar quase R$  2 bilhões  no Estádio Mané Garrincha, com a justificativa de que era um projeto estruturante.
“Esses deputados hipócritas defendem aqui a independência dessa Casa, mas defendem  agora que o governo deles perdeu a eleição. Não vou admitir hipocrisia”, disse. 

“Agora desqualificar pessoas com discursos hipócritas, que no  momento que sente-se base do governo tem uma opinião e em outro momento já muda não dá para aceitar. Eu sou a primeira assinar pela independência desta Casa, mas faço questão de  trazer à tona  todas as notas taquigráficas com as falas de deputados que são convenientes com a situação, tem hora que são azul, em outra são vermelho ou amarelo  dependendo se é base ou oposição. Chega de hipocrisia”, criticou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário