quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Celina Leão volta a pedir a CPI do Transporte





Celina Leão volta a pedir a CPI do Transporte 

A deputada Celina Leão (PDT) ocupou a tribuna da Câmara Legislativa, na tarde desta terça-feira (23), para voltar a apontar inúmeros problemas no Transporte Público do Distrito Federal e pedir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar denuncias. “Temos uma licitação que piora o Transporte, diminui o número de linhas, tem denuncia de corrupção e agora um rombo de R$ 30 milhões no DFTrans. Essa Casa não pode se calar, estou disposta a abrir a CPI do Transporte”

A parlamentar ressaltou o escândalo do desvio de R$ 30 milhões no DFTrans com inúmeras irregularidades como contratação de empresas fantasmas e problemas com a bilhetagem automática, que tem mais catracas do que ônibus funcionando, além de cartões emitidos com CPFs falsos e para portadores de necessidades especiais, que não estão cadastrados na Secretaria de Justiça.

“Disse várias vezes que quem faz bilhetagem não pode fazer o controle das empresas de ônibus, nem ser proprietário dessas empresas, não dá para se auto fiscalizar, é claro que vai haver desvios. Tem muitos erros na bilhetagem, o Tribunal de Contas já alertava que a empresa do Sr. Nenê Constantino, por exemplo, não pode fazer bilhetagem e levar passageiros, cumprindo dois papeis ao mesmo tempo”, observa a deputada.

Celina Leão vem criticando há muito tempo o novo modelo de transporte implantado pelo GDF. "O transporte está um caos. No Gama, desativaram 18 linhas, deixando os passageiros sem condução. Ontem, funcionários da empresa Pioneira, recém-contratada pelo governo, fizeram paralisação por falta de pagamento. Isso fora as muitas denúncias de corrupção", reclamou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário